Homem que injetou óleo para ficar “forte” enfrenta cirurgias para evitar amputação dos braços

Kirill Tereshin injetou 3 litros em cada braço de um composto de óleo para se parecer com seu ídolo, o personagem Popeye dos desenhos animados.

russo Kirill Tereshin, agora com 24 anos, sempre quis se parecer com Popeye. Desde criança, admirava os músculos do personagem, porém, por mais que fizesse musculação, nunca conseguiu ter um resultado semelhante ao de seu herói.

Foi então que o jovem conheceu a substância chamada Synthol, e resolveu injetar nos braços para aumentar o volume dos músculos. Infelizmente, além de injetar uma quantidade excessiva, os compostos que compõem o produto o tornam extremamente prejudicial à saúde.

O Synthol é composto por 85% de óleo, 7,5% de álcool e 7,5% de lidocaína, em seu estado puro, então, se torna difícil esperar que o corpo tenha uma boa reação quando é injetado no organismo.

Kirill chegou a ter membros medindo 60 centímetros de diâmetro, mas quase sempre de cor avermelhada ou rosada, inflamados e causando dores consideráveis no local.

Ele até começou a desenvolver necrose (morte dos tecidos) nos braços, o que poderia levar a amputações ou até mesmo à própria morte por infecção generalizada, mas os médicos conseguiram controlar no início. Hoje, diz estar completamente arrependido do seu sonho em ser “forte e musculoso”. Ao todo, ele injetou 3 litros do composto.

“Tenho apenas 24 anos e meu sistema imunológico está lidando com essa inflamação, mas realmente não sei o que vai acontecer a seguir. Comecei então as cirurgias para me livrar desse pesadelo”.

Kirill injetou 3 litros em cada braço para obter o resultado “forte” que sempre sonhou.

“Eu fiz isso com os braços aos 20 anos devido à minha própria estupidez. Não pensei nas consequências. Preocupo-me muito com isso. Tenho muito medo. Eu deveria ter pensado nisso antes, eu sei. Eu me culpo, eu sei que sou culpado”, disse Kirill Tereshin em entrevista ao jornal britânico The Sun.

Kirill recentemente passou pela primeira operação realmente invasiva e de alta complexidade em seu braço direito, de onde grande parte do composto usado para aumentar seus músculos foi removido.

Agora, devido à pandemia de Covid-19, ele precisará esperar para passar por outras cirurgias, sem data definida, na esperança de salvar seu braço esquerdo. 

A próxima intervenção cirúrgica deve ser muito mais complexa, pois deverá remover tudo o que for prejudicial sem ferir veias, artérias, nervos e outras funções vitais para a completa funcionalidade dos braços. 

As chances de complicações são grandes e os médicos temem que, por mais que consigam salvar seus braços da amputação, possa existir sequelas.

Após a cirurgia do braço direito, Kirill precisa passar por longa recuperação e outra cirurgia complexa, no braço esquerdo, sem data prevista devido à pandemia. 

As complicações com as injeções de Synthol são inúmeras: o produto pode permanecer por anos no organismo. O processo de absorção é extremamente lento e, em muitos casos, pode gerar consequências fatais.

“O Synthol satura os músculos, os tecidos abaixo da pele e a própria pele. O produto precisa ser removido, mas precisamos manter veias, nervos e todas as funções dos membros”, disse o médico Dmitry Melnikov que cuida do caso.

“Kirill injetou cerca de 3 litros em cada braço. Isso gerou tecido muscular saturado e fluxo sanguíneo bloqueado. Como resultado, o tecido morre e é substituído por uma cicatriz tão dura como uma árvore”, salientou.

Fonte(s): The Sun / Bio Bio Chile Imagens: Divulgação / Instagram / The Sun

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.