Solta a voz, síndico! Com Tânia Goldkorn

Ser síndico não é uma tarefa nada fácil. Demanda tempo, estudo, saber lidar com pessoas, criatividade e muito mais. Nos últimos meses, essa função vem ganhando destaque dentro dos condomínios e até mesmo na imprensa.

Pensando em dar o reconhecimento que esses profissionais merecem e aprender um pouco com os mesmos, criamos essa coluna em nosso blog, a  “Solta a voz, síndico!”. Nessa coluna apresentaremos entrevistas feitas com síndicos profissionais e orgânicos, a fim de conhecer um pouco de sua trajetória, desafios, sucessos e aprender com esses gestores.

Para abrir nossa nova coluna com chave de ouro, convidamos Tânia Goldkorn, síndica profissional desde 2014. A Tânia nos contou como têm sido lidar com as adversidades durante a pandemia de Covid-19 e o que espera para os próximos meses dentro dos condomínios. Confira!

Início na carreira e primeiros desafios

Conversando com Tânia, ela nos contou que iniciou sua carreira como síndica profissional quando foi eleita subsíndica em seu condomínio. Logo depois, a então síndica se mudou e Tânia assumiu o cargo.

Formada em matemática, sabia que precisava se especializar para garantir a melhor qualidade de vida dos moradores. Decidiu, então fazer um curso de síndicos profissional no SECOVI-SP, em que a conclusão do curso foi um TCC sobre sustentabilidade para condomínios.

“Precisei me especializar, pois sabia que se não tivesse conhecimento para realizar as tarefas, não saberia como solicitá-las a alguém. Aprendi desde a função das cores das tubulações, até as funções mais rotineiras de um síndico.”

Nesse início, Tânia destacou dois desafios principais. O primeiro, partir do zero numa época onde pessoas diziam que a função de síndico profissional não existia. O segundo, saber usar a comunicação a favor do aprendizado, para colocá-lo dentro do condomínio sem que parecesse uma imposição.

A mudança dos desafios

Se no início de sua carreira, os desafios estavam relacionados ao aprendizado de algo totalmente novo, hoje, podemos dizer que estão concentrados em engajar a comunidade do condomínio.

“Hoje, o maior desafio de um síndico é mostrar ao condômino o que é o condomínio onde ele mora. Mostrar a diferença entre morar em um condomínio e participar do condomínio. O morador precisa saber que sua participação impacta diretamente em sua vivência.”

Além disso, a síndica profissional pontuou que é preciso estar em constante atualização sobre os assuntos que permeiam o mercado e sobre os que estão fora, também. De economia colaborativa e compartilhada até a tecnologia, muito se têm a aprender para aplicar nos empreendimentos.

Mudanças com a pandemia do coronavírus

Não ter nenhum caso de Covid-19 em 12 condomínios administrados já pode ser contado como uma vitória. Com toda certeza, esse índice é reflexo de uma ótima gestão da síndica.

Para Tânia, a maior dificuldade foi no início do isolamento, pois ninguém sabia ao certo como lidar com os novos moldes impostos pela pandemia. Ninguém sabia ao certo o que fazer. O trabalho, a escola e a academia foram transferidos para dentro de casa. Foi preciso dar maior atenção para a convivência no condomínio.

“O maior desafio durante a pandemia e nos próximos meses será atualizar as convenções condominiais aos novos modelos de vida. Algumas coisas precisam ser repensadas. A pessoa que, para driblar o desemprego, começou a produzir bolos no seu apartamento. Se eu impedi-la, ela deixará de pagar o aluguel e até mesmo o condomínio. Novas políticas de convivência, passo a passo para mudanças e reformas devem ser pensadas.”

Flexibilização do isolamento social

No dia 4 de junho, a Prefeitura de São Paulo emitiu uma nota, permitindo que os condomínios tenham autonomia para definir as regras de flexibilização no retorno do isolamento. O Projeto de Lei 1.179/20, que está em fase de sanção pelo Presidente da República, também visa dar mais autonomia para o síndico nas tomadas de decisão durante a pandemia.

Para Tânia, é preciso ter atenção!

“Para se resguardar e resguardar o condomínio, o síndico precisa ter cuidado nas decisões mais delicadas, como barrar festas, por exemplo. É preciso procurar saber sobre seguro de responsabilidade civil. Se as áreas comuns são abertas sem um planejamento, algum morador se contamina pelo Covid-19 e vêm a óbito, o que fazer? Precisamos pensar nas consequências antes de agir.”

O que esperar da equipe administrativa do condomínio?

Perguntamos à Tânia o que ela espera de uma equipe administrativa do condomínio, contando com zelador, funcionários, conselho fiscal e subsíndico. A síndica nos contou que rescindiu o contrato com uma administradora de condomínios e descobriu recentemente que a empresa ainda estava usando seu certificado digital.

“De uma administradora de condomínios, eu espero transparência. Fácil acesso de pontos, uma boa equipe de auditoria, um bom programa de relacionamento com conselho e síndico. No condomínio, gosto de trabalhar com equipes colaborativas. Fica muito mais fácil valorizar o patrimônio. Agilidade, transparência e conhecimento: é isso que eu espero de uma equipe que trabalhe comigo.”

Sempre há espaço para inovação em condomínios

Assim como nós da LAR.app, Tânia leva a inovação pelos condomínios onde passa. Apesar do momento, ela acredita que é uma ótima oportunidade para que os síndicos e administradoras de condomínio levem a inovação para os condomínios, garantindo uma boa adaptação dos moradores aos novos moldes de vida.

Seja com pedais de acionamento para elevadores ou a construção de um coworking no condomínio, é preciso pensar na melhor adaptação possível dos moradores. Para a síndica, os condomínios também devem pensar em formas de se tornarem cada vez mais sustentáveis, seja implementando práticas de coleta seletiva, ou sistemas de reuso de água.

“O ‘novo normal’ já está em nossas rotinas, o nosso maior desafio agora é nos adaptarmos a ele!” – Tânia Goldkorn, síndica profissional.


Fonte: https://lar.app/blog/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.