Live de Alok na Globo provoca barraco em condomínio de luxo

Acontece que Alok mora em um condomínio residencial de luxo e, por causa do evento, precisou compartilhar com os moradores a situação. Ele se apresentou para os outros moradores e sugeriu a participação de todos na transmissão ao vivo.

“Para quem não conhece o meu trabalho, eu sou DJ. Estou gravando esse áudio porque a Globo me convidou para fazer uma live streaming no próximo sábado, dia 2 de maio. Teve Roberto Carlos, teve Ivete [Sangalo] e agora vai ser a nossa vez. Eu queria fazer um convite para vocês. Queria convidar todo mundo, quem tem interesse, claro, para participar da live”, disse Alok no áudio, segundo o site Notícias da TV.

“Cada um em seu apartamento mesmo, respeitando todas as normas de isolamento social. A gente tem a disponibilidade de um drone. Então, eu pensei do drone filmar a fachada do prédio. Vai estar na Globo, depois no Multishow, no Globoplay e YouTube. Vai ser multiplataforma, como foi a live da Ivete”, explicou Alok.

Na sequência, Alok avisou que selecionou um som “bem menos potente” para não incomodar a vizinhança. “Mas se vocês quiserem, posso pedir um som um pouco mais potente para ter uma interação maior. Mas aí é com vocês. Prefiro deixar com vocês essa resposta”, informou.

Em seguida, os moradores apresentaram um certo incomodo com a informação sobre um possível som potente. Alguns entenderam que Alok iria promover um grande evento ensurdecedor e, por isso, acabaria incomodando os demais moradores do local.

O artista precisou voltar ao grupo de WhatsApp para enviar um novo áudio. Desta vez, Alok pediu o fim do barraco entre moradores e avisou que fará o show virtual diretamente de sua casa. “Eu poderia escolher qualquer lugar para fazer essa live. Para mim, só faz sentido se for aqui em casa com vocês. Está todo mundo no mesmo barco. Estamos passando pelas mesmas coisas. Já que eu posso trazer um pouquinho de alegria para cá, eu faria aqui”, ponderou.

 

considerações de Julião Cavalcante – Economista, Gestor e Consultor Condominial – Fortaleza

Julião Cavalcante

A live de Alok na Globo, programada para o próximo sábado (2), provocou barraco no condomínio de luxo em que ele mora no bairro do Brooklin, em São Paulo. Os vizinhos do DJ começaram uma discussão no grupo de WhatsApp após o artista sugerir o uso de um som potente para a ocasião. “Se tem pessoas que não querem e tal, eu respeito. Não quero ser inconveniente, nem incomodar ninguém”, disse ele após a confusão causada.

[JC] O condômino Alok foi mais do que desobediente pois violou o artigo 1.277 do código civil que diz:
O proprietário ou o possuidor de um prédio tem o direito de fazer cessar as interferências prejudiciais à segurança, ao sossego e à saúde dos que o habitam, provocadas pela utilização da propriedade vizinha. Pois bem, além
da falta de conhecimento da Lei do condomínio – CONVENÇÃO, violou também a Lei do silêncio.

Que proíbe perturbar o sossego e o bem-estar público com ruídos, vibrações, sons excessivos que ultrapasse os 50 decibéis e promoção de incômodos de qualquer natureza produzidos por qualquer forma que contrariem os níveis máximos de intensidade fixados por lei.

Infelizmente DJ foi a grande ferramenta da grande discórdia que gerou um clima de constrangimento e discórdia. O condomínio edilício é a grande casa pertencente à todos os condôminos, e o apartamento a à área privada (fração ideal) onde moram obedecendo o que rege a CONVENÇÃO , REGIMENTO INTERNO e os bons costumes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.