Morar na França: tudo sobre visto, emprego e custo de vida

Localizada na Europa Ocidental, a França é o país mais visitado do mundo. Somente em 2019, o país recebeu cerca de 90 milhões de turistas. No entanto, impulsionados pela crise econômica, hoje são muitos os brasileiros que escolhem viver na França. Atraídos pela alta qualidade de vida, ofertas de emprego, lugares paradisíacos e gastronomia mundialmente conhecida, preparamos um guia definitivo para que você saber tudo o que precisa para morar na França.

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança no N26, um banco digital que funciona em toda a Europa.
N26 não exige comprovação de rendimentos, você só precisa estar na Europa e ter seu passaporte em mãos.

A França habita o imaginário das pessoas desde sempre. Seja pelos filmes, por ser um centro mundial de moda, bons perfumes e excelente gastronomia ou até mesmo pela cultura que exala do país europeu, morar na França pode ser um sonho. Em diversas cidades francesas se encontram brasileiros, alguns a turismo e muitos que já moram aqui. De acordo com o Itamaraty, mais de 70 mil brasileiros residem atualmente na França.

Localização

Geograficamente conhecida como ‘O Hexágono’, a França faz fronteira com a BélgicaLuxemburgoAlemanhaSuíçaItáliaEspanha e Mônaco.

Documentação para morar na França

Caso você não tenha cidadania europeia, saiba que precisa de um visto para viver na França. No entanto, fora isto você precisará providenciar diversos documentos, seja para mostrar na imigração ou mesmo para quando chegar no país para se legalizar. Veja abaixo a lista de documentos fundamentais:

  • Visto de residência: marcar um horário no consulado de sua cidade com antecedência;
  • Carte Vitale: esta você irá tirar depois que já estiver na França. É o cartão do seguro social, obrigatório para todos os cidadãos, mesmo que sejam estrangeiros;
  • Passaporte válido;
  • Certidão de nascimento com tradução juramentada. Este documento, apesar de não ser obrigatório, é indicado. Porém, precisa ser uma certidão atualizada. Para isto, procurar o cartório em que você foi registrado.

Visto para morar na França

O visto de residência é essencial e obrigatório para quem quer viver legalmente na França. Mas, você não poderá tirá-lo se estiver na França enquanto turista. Voltar para o Brasil para tirar o visto é fundamental. Veja abaixo os tipos de visto e saiba qual é o ideal para a sua situação:

  • Visto de Trabalho;
  • Visto de Estudante;
  • Visto de Aposentados;
  • Visto de Pesquisador;
  • Visto Religioso;
  • Visto de Casamento;
  • Visto de Visitante.

Veja os detalhes dos principais tipos de visto para a França a seguir.

Visto de estudo

A primeira é através do visto de estudante, uma autorização com duração máxima de 1 ano que pode ser renovado ano a ano, conforme a necessidade e duração do curso.

Visto de trabalho

Uma outra maneira é solicitando o visto de trabalho, documento que deve ser pedido pela empresa que pretende contratar o colaborador estrangeiro.

Visto de investimento

Uma terceira forma é com o visto de investimento, onde o interessado deve ter pelo menos 30% do capital social de uma empresa em seu país de origem, crie no mínimo 50 empregos diretos na França ou invista dez milhões de euros no país europeu.

Precisa enviar dinheiro para outro país?Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é o Remessa Online.
No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

VER COTAÇÃO »

Dupla cidadania

Por último, se você possui dupla cidadania de outro país da União Europeia (como Itália, Espanha, Portugal, Alemanha, etc) é não é preciso pedir visto para morar na França.

Consulte mais informações sobre vistos para a França no site do consulado geral da França no Rio de Janeiro e no site schengenvisainfo (em inglês).

Documentos para o visto

No dia da entrevista no consulado, você precisará apresentar uma série de documentos, que mudam de acordo com o visto solicitado. No entanto, esta é a lista oficial de documentos obrigatórios para todas as categorias de visto:

  • Formulário de visto devidamente preenchido;
  • Passaporte válido;
  • 2 fotografias 3,5 cm x 4,5 cm com fundo branco, colorida e sem data;
  • Certidão de nascimento ou casamento;
  • Comprovante financeiro;
  • Comprovante de hospedagem na França.

É importante ressaltar que o visto ainda não será o documento oficial que você terá na França. Assim que chegar, você precisará enviar alguns documentos para a OFII (Office Français de l’Immigration et de l’Intégration), assim como um formulário que você irá receber no momento de sua entrevista no consulado.

Em hipótese nenhuma perca este documento, pois você precisará dele para finalizar o processo de legalidade na França.

As melhores cidades para morar na França

Escolher a melhor cidade para você morar na França, é algo que somente você poderá escolher e isto dependerá de várias variáveis. Caso estude, vai depender da universidade em que for aceito ou em que irá trabalhar. Também é preciso pensar na localização, custo de vida, facilidade de se encontrar moradia, entre tantas outras variáveis. No entanto, existem algumas cidades que figuram na lista de melhores para viver na França. Saiba mais a seguir.

Paris

Apesar de cara, a capital da França não poderia deixar de estar nesta lista, por diversos motivos. É lá onde se concentra a maior oferta de empregos, além da riquíssima vida cultural, incomparável com qualquer outra.

Lyon

Localizada na região Rhône-Alpes, Lyon é a terceira maior cidade da França e possui uma localização excelente, já que está próxima dos Alpes e da região sul também. É a segunda cidade mais rica da França, por isto possui uma grande oferta de empregos.

Sem contar que é a capital da gastronomia da França, e não Paris – como muita gente imagina.

Toulouse

A capital da região de Occitanie e quarta maior cidade do país, é conhecida como ‘cidade rosa’, pois possui uma arquitetura única feita em tijolos rosados de terracota. Toulouse é a maior cidade universitária da França, por isto queridinha dos estudantes internacionais que preferem uma vida mais pacata e muito mais barata do que em Paris.

Marseille

Localizada no sul da França, Marseille fica na região da Provence-Alpes-Côte d’Azur e é a segunda cidade mais populosa do país, com mais de 1,6 milhões de habitantes. Conhecida pela vida cultural intensa e por ser multicultural e receber de braços abertos pessoas do mundo inteiro.

Lille

Lille fica ao norte da França, perto da fronteira com a Bélgica e do Canal da Mancha. Esta é a quarta maior cidade da França, e é conhecida como “Londres da França” pela sua localização geográfica e o clima mais frio do que o resto do país.

Mercado de trabalho na França

A França é a quinta maior economia do mundo, segunda maior da Europa e considerada uma potência mundial. Com grandes empresas (privadas e estatais), o país europeu conta com 39 companhias entre as 500 maiores do mundo, um feito que coloca a França como o primeiro da Europa na lista da Fortune Global 500.

morar em marseille

Apesar da taxa de desemprego hoje na França ser de 8,4%, considerada alta quando comparamos com outros países da Europa, este número se explica devido ao sólido regime de proteção social no país, que oferece muitos benefícios aos desempregados. Isto significa que, diferente do Brasil, onde de fato existe muito mais demanda do que oferta, na França muita gente escolhe ficar desempregado.

O valor do seguro desemprego, assim como a quantidade de tempo, são sempre calculados em relação ao último emprego, mas em média um cidadão desempregado chega a receber 75% de seu salário, além de uma série de descontos e ajuda do Estado.

Salário na França

O salário mínimo na França é regulamentado pelo governo e o valor bruto mensal no ano de 2019 foi no valor de 1521,22€. Vale lembrar que o valor líquido recebido irá depender da empresa, assim como das cotizações específicas em relação ao ramo de atividade.

No entanto, em média, o valor líquido é de 1227,39€. Este salário, que é atualizado todo dia 1º de janeiro, diz respeito a todos os trabalhadores maiores de idade. Porém, estagiários, contratos de profissionalização e aprendizes, mesmo que sejam maiores de idade não recebem o salário mínimo.

Na França, os salários estão muito ligados à qualificação profissional e tempo de experiência. No momento, as áreas que mais estão buscando profissionais são: construção civil, informática, engenharia e cozinheiro.

Arrumar emprego na França

Desde que você fale francês, arrumar emprego na França não é tão difícil quanto parece. Em algumas áreas, o país realmente está precisando de trabalhadores. Tudo depende do tipo de trabalho que você quer fazer e da cidade em que pretende viver. O país também possui o Pole Emploi, que é a Agência Nacional de Emprego na França, que orienta franceses e estrangeiros a arrumar emprego.

Monte o seu currículo nos moldes europeus, atualize o seu Linkedin, faça uma prova de proficiência em francês e comece a procurar o quanto antes. Porém, a não ser que você já viva na França legalmente, este processo precisará ser feito enquanto você ainda estiver no Brasil.

É importante falar outros idiomas para morar na França?

Muitas pessoas esperam para aprender o francês somente depois de viver na França. Dependendo do seu objetivo, isto é possível, mas a verdade é que você terá muito mais chances se falar o idioma. Nem que seja apenas o nível intermediário, viaje para a França sabendo o mínimo de francês.

O mais importante é estar com os documentos em dia (visto correto e válido). Falar francês é necessário para alguns empregos como em restaurantes, lojas e trabalhos ligados ao turismo. Já para empregos como de TI, o inglês muitas vezes é suficiente.

Há também algumas empresas como de construção/reforma de imóveis que possuem muitos portugueses e brasileiros, então às vezes mesmo falando apenas o português é possível conseguir um emprego.

Para arrumar um bom emprego ou até mesmo resolver as burocracias do cotidiano, o francês irá te ajudar muito. Muitos franceses não falam inglês, eles possuem uma ligação forte com sua língua e não abrem mão disso. Por isto, para mergulhar no universo francês, você precisará falar a língua.

Estudar na França

Até o final de 2018, estudantes estrangeiros – assim como os próprios franceses, não pagavam os estudos superiores. Isto porque, a educação pública na França é financiada 100% pelo Estado. A única taxa que era cobrada, era a matrícula, em torno de 300€.

A partir de 2019, o primeiro-ministro francês mudou as regras. Se antes, a anuidade do mestrado na França custava 243€ – cerca de R$ 1.053 – hoje custa 3.770€, equivalente a 16 mil reais.

Com estas mudanças, muitos estrangeiros desistiram do sonho de estudar na França, um dos poucos países da Europa que ofereciam educação gratuita. No entanto, muitas vezes cursar uma faculdade privada no Brasil é muito mais caro do que o valor cobrado hoje na França.

Antes de desistir, é preciso colocar os gastos em um papel e ver o que mais vale a pena. Isto sem contar que, a própria plataforma Campus France, disponibiliza uma lista completa a atualizada de instituições que oferecem bolsa de estudos. 

Campus France

Para qualquer estrangeiro que desejar estudar na França – desde um curso de línguas, até um mestrado, precisará fazer todo o processo através da plataforma Campus France. A instituição possui um site completo, com todas as informações necessárias e também costuma tirar dúvidas pelo telefone.

Será preciso pagar uma taxa, mas depois de fazer isto, você terá acesso à plataforma completa. Além disto, a instituição promove palestras e publica bastante conteúdo explicativo, como vídeos e tutoriais, que fazem toda a diferença na vida de um candidato que está passando pelo processo.

morar em lyon

Independente do estudo que você venha realizar na França, você deverá passar pelo processo do Campus France como primeira etapa para você conseguir seu visto de estudante. Basicamente há duas maneiras:

  • Você já tem a carta de aceite da universidade francesa: basta anexar os documentos no site do Campus France e seguir os procedimentos para o visto;
  • Você não possui o aceite ainda de nenhuma instituição francesa: pesquise no site do Campus France pois lá eles informam sobre as várias oportunidades que estão abertas.

Curso de Francês

Você pode vir fazer apenas um curso de francês e com as horas vagas conseguir um emprego para complementar a renda. As principais cidades escolhidas para quem vem fazer curso de francês são Paris, Montpellier e Bordeaux.

Faculdade e Graduação

Outra maneira muito comum é vir fazer um intercâmbio durante a sua faculdade. Diversas universidades brasileiras possuem convênios com universidades francesas que permitem que seus alunos venham estudar na França por 1 ou 2 anos e muitas vezes ganhando o diploma da universidade brasileira e francesa. Muitos desses convênios oferecem bolsa de estudo para os alunos suficiente para se manter na França (mesmo em Paris) durante os estudos.

Mestrado, Doutorado e Pós-Doutorado

A França é um país repleto de universidades de todos os campos. É muito comum encontrar mestrandos, doutorandos e pós-doutorandos estrangeiros. Para isso, veja a universidade de seu interesse e aplique para o processo seletivo.

Cada universidade possui um processo seletivo diferente. E muitos oferecem bolsas de estudos para estrangeiros. Caso não consiga uma bolsa de estudo francesa ou europeia, você pode tentar uma bolsa de estudo pela CAPES.

Saúde na França

Este, com certeza, é um dos fatores que deixam qualquer estrangeiro impressionado quando se muda para a França. Um dos melhores e mais completos do mundo, o sistema de saúde da França é de alta qualidade, universal e, em grande parte (quase 80%), financiado pelo Estado por meio de um sistema de seguro nacional de saúde.

Couverture Maladie Universelle (CMU) ou Cobertura Universal de Saúde permite com que pessoas com poucos recursos financeiros tenham todos os seus gastos referentes a doenças e lesões cobertos pela Sécurité Sociale, sem a necessidade de pagar por um seguro de saúde complementar (Mutuelle).

No entanto, se ainda assim você quiser ter a Mutuelle, que é como o plano de saúde privado no Brasil, ainda assim ela é muito mais barata do que no Brasil. Para você ter uma ideia, um estudante encontra Mutuelles de 5€. Nela, está inclusa lentes de contato, armações e lentes de óculos e até mesmo fisioterapia.

Segurança na França

Comparados aos índices de criminalidade do Brasil, as cidades francesas são muito mais seguras. No entanto, é preciso desconstruir um pouco esta ideia de que no exterior tudo é perfeito. Sim, você pode ser furtado na rua ou no metrô ou ter ladrões invadindo sua casa, mas as chances são mínimas quando comparamos ao Brasil.

como morar na franca nice

Nos últimos anos, os índices de criminalidade cresceram, muito devido ao terrorismo. As regiões da Bretanha, Occitânia, Auvergne-Rhône-Alpes e Nova Aquitânia são as que têm menor índice de criminalidade, considerando todos os diversos tipos de crime.

Já a região de Provence-Alpes-Côte d’Azur, onde fica localizada a cidade de Marseille, é a extensão francesa com índices de criminalidade mais altos, fora de Paris e adjacências. Resumindo, o país não é o mais seguro do mundo, mas para quem já esteve nas grandes cidades do Brasil, a segurança na França é excelente.

Clima na França

A França tem temperaturas amenas o ano todo, sendo que no norte o clima é mais úmido e frio e, conforme vamos descendo em direção ao Mediterrâneo, ele vai se tornando mais quente e seco.

Assim como em outras regiões de clima temperado, na França as estações do ano são bem definidas. No inverno, a neve cai em algumas cidades e a região dos Alpes recebe muitos turistas que vão para esquiar. Já no verão, os dias são mais longos e secos. Diferente de alguns países mais ao norte da Europa, o clima da França não é assim tão “assustador” para os brasileiros.

Vale a pena morar na França?

Moro na França há dois anos e, apesar da saudade que sinto da família e amigos, sinto que encontrei meu lugar. A França é um país que oferece qualidade de vida, uma infinidade de direitos (mesmos aos estrangeiros), entre eles saúde de qualidade, educação e segurança.

Há diferenças culturais

Diferenças culturais sempre existirão, mas não enxergo isto como um problema. Para mim é muito mais uma questão de encarar o mundo como este lugar imenso e cheio de diferenças. Ainda bem que existem estas diferenças, já pensou como seria sem graça se todo mundo fosse igual?

Eu me encanto com diversas práticas e tradições francesas, mas eles também se encantam com a alegria de viver dos brasileiros, pela nossa música, pela caipirinha e, sobretudo pela feijoada e pão de queijo.

Morar fora do Brasil nem sempre é fácil, com vantagens e desvantagens, mas acho que a experiência por si só já vale a pena. Se você tiver a oportunidade, vá morar na França.

Vantagens de morar na França

  • Segurança;
  • Qualidade de vida;
  • Acesso à cultura;
  • Sistema de Saúde pública de qualidade;
  • Ensino gratuito e de qualidade;
  • Mistura com diversas culturas.

Desvantagens de morar na França

  • Necessidade de dominar a língua francesa;
  • Distância da família e amigos;
  • Adaptação a uma nova cultura;
  • Custo de vida elevado;
  • Começar do zero;
  • Frio durante boa parte do ano, não tem o céu azul de praticamente todos os dias como temos no Brasil.

Antes de decidir sobre vir morar na França ou não, liste tudo o que você considera importante na sua vida, suas prioridades, o que pode abrir mão, o que não viveria sem, o que deseja para seu futuro. Depois de analisar todas essas variáveis, se desejar vir para a França, pesquise qual seria o melhor tipo de visto para as suas pretensões e depois escolha a cidade de acordo com os seus possíveis gastos e oferta de emprego/estudo.

Seguro Viagem para França

Seguro de viagem para países do Espaço Schengen é obrigatório, o que significa que, caso um oficial da imigração te peça, você precisará apresentar a apólice, senão corre o risco de ser barrado. Mesmo que você viaje à França com visto de residência, todas as autoridades e instituições oficiais recomendam adquirir o seguro viagem de um mês. Este é o período que eles estimam que você pode levar até se regularizar e ter a Carte Vitale, que é o cartão do seguro social da França.

Nós do Euro Dicas recomendamos que você faça a cotação através do nosso comparador de seguro viagem. Basta responder a algumas perguntas básicas sobre sua viagem e você receberá uma lista de planos de seguradoras reconhecidas no mercado indicadas para o seu destino.

Oferecemos desconto

Para pagar ainda mais barato pelo seu plano de seguro viagem Portugal, basta inserir o nosso código EURODICAS5 (tudo junto e maiúsculo) na hora do pagamento dentro do Portal Seguros Promo, parceiro do Euro Dicas. Assim, você ganha 5% de desconto. E para ganhar mais 5%, é só efetuar o pagamento com boleto bancário. Dessa forma, você consegue pagar menos 10% do plano que já está com um bom preço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: